Buscar
  • Cláudio Giordano

INCUNÁBULO INAUGURAL DA BIBLIOTECA VINÁRIA REPPUCCI

Atualizado: 24 de Jun de 2019


arece-me natural que o primeiro blog da Biblioteca Vinária Reppucci (BVReppucci, BVR) fale a respeito do primeiro e do último itens cadastrados no banco de dados do acervo da biblioteca. Apesar de já mencionado alhures, não será demais lembrar que o uso do termo ‘item’ justifica-se em razão da BVR acolher não apenas livros, mas também expressiva quantidade de documentos, revistas, impressos, manuscritos.

No caso presente trata-se de dois livros e curiosamente nenhum deles tendo o vinho como tema central.

O número 1 — Divi Augustini in Sacras Pauli epistolas — é um incunábulo, impresso em Paris no ano de 1499, com texto latino e formato in-folio (36,5 x 26cm), encadernação de época em pleno couro e restaurada.

Contém compilação de textos de vários autores (Santo Agostinho, Venerável Beda, São Jerônimo, São João Crisóstomo), que discorrem sobre epístolas de Paulo Apóstolo. Há ligeiras referências à embriaguez em decorrência de passagens sobre esse vício em Gálatas e Coríntios 2.


A composição do texto é em tipologia gótica com abundante emprego de abreviaturas, (tornando assaz difícil seu entendimento ao leitor de hoje, mesmo que domine o latim); rica de iniciais ornamentadas e figurativas de vários tamanhos. Finalmente, por feliz coincidência, um parreiral carregado de cachos de uvas decora a marca do tipógrafo M. Renbolt.

Claro que este incunábulo não foi a primeira aquisição do colecionador JCReppucci; precederam-no muitas outras obras menos raras e diretamente ligadas ao tema vinário e outras de igual nível e mesmo superior. Foi adquirido em 1995, mas em 1994, por exemplo, a BVR já possuía uma História Natural de Plínio, também de 1499; e antes ainda, bem no comecinho da aventura, em 1993, vinha para as mãos de Reppucci, Vinetum (Paris, 1537) do célebre Charles Estienne.












Photo by Carla Tamae

140 visualizações3 comentários

Posts recentes

Ver tudo